segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

PRESTE muita atenção no que você fala com D'us

       Amo o Senhor, porque ele ouviu a minha voz e a minha súplica. Salmos 116:1

        Dizem que temos dois ouvidos e uma boca, que é para ouvir mais que falamos.  Agora, falamos muito mais  do que ouvimos.  Então o problema é quando falamos, geralmente falamos demais.  Mas eu quero chamar sua atenção não por falarmos demais, e sim para o que falamos num momento específico.  
          As vezes acontecem coisas na nossa vida, que não é um teste de D'us (alguns falam erradamente que é D'us nos fazendo passar pelo deserto), mas simplesmente consequências de D'us atender nossas palavras.
              Vou usar um exemplo que fará com que você entenda.
              Havia um "Ministério de Louvor" de uma grande Igreja que Pentecostal que fez um sucesso enorme, de tal modo que até mudou o nome desse  "Ministério" para o nome de uma das faixas do CD.  Realmente eram músicas que falavam da fraqueza e necessidade de nossa humanidade, isto é, muito boas.  Leia a letra de uma dessas músicas:
"Abro mão dos meus sonhos
Abro mão dos meus planos
Abro mão da minha vida por Ti
Abro mão dos prazeres
E das minhas vontades
Abro mão das riquezas por Ti"
Bem, e daí? Bem, daí que aconteceu que esse "Ministério" se desfez um certo tempo depois justamente porque eles "não abriram mão das riquezas".  Não vou entrar na questão de quem estava certo ou errado, apenas frisar que eles disseram que "abriam mão de tudo".  Jó não disse mas fez, e quando ele perdeu tudo, a resposta foi: "D'us me deu, D'us levou.  Bendito seja o nome do Senhor".  Entenda, quando você louva, D'us te ouve e quando D'us ouve, ele atende, e quando ele atende, as coisas acontecem, nem que seja para você saber que não "está com essa bola toda". 
               Então eu devo ficar quieto no louvor?  Para todos deixo o conselho de Paulinho:
". . .cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento.   I Coríntios 14.15"